Revolution Cup juntou 600 atletas em Arcos de Valdevez

O Estádio Municipal da Coutada foi palco da segunda edição do torneio Revolution Cup, que juntou um total de 23 clubes com 44 equipas com jogadores dos 6 aos 13 anos. No total foram cerca de 600 os atletas que durante todo o passado fim-de-semana competiram ao mais alto nível.

Esta segunda edição do torneio trouxe pela primeira vez até Arcos de Valdevez duas equipas espanholas, mais concretamente da Galiza, o Celta de Vigo e o ED Val Miñor, de Nigrán.

Segundo Robin Sousa, membro da organização, este torneio surgiu no âmbito de uma conversa entre amigos que decidiram aproveitar as “maravilhosas condições” existentes para a prática da modalidade assim como dar a conhecer até o próprio concelho. Torneio que serve para promover a competição entre as várias equipas que se defrontam durante o próprio evento mas também para treinar as boas práticas no futebol desde cedo incentivando ao convívio e ao fair-play entre equipas.

Os árbitros no torneio Revolution Cup. Foto © DR

Nesta competição participaram várias equipas como por exemplo o Atlético dos Arcos, ARC Paçô, ARC Guilhadeses, Seleção de Viana, o Desportivo de Monção, o FC Porto, do Benfica, S.C. Braga, Rio Ave, Vitória de Guimarães, entre tantas outras equipas que marcaram presença neste evento desportivo.

Além da prática desportiva, o torneio Revolution Cup teve ainda uma componente solidária. Todos os participantes e as suas famílias foram desafiados pela organização a contribuírem com um bem alimentar para a Cruz Vermelha de Arcos de Valdevez sendo que com esta iniciativa foram angariados 180 kg de alimentos para esta entidade.

180 kg de alimentos angariados para a Cruz Vermelha de AVV. Foto © DR

Balanço final positivo feito pela organização que promete que para o próximo ano o Revolution Cup voltará a ter lugar marcado em Arcos de Valdevez.

Recomendado:

0 comentários