Caminhadas no Rio Vez. Centenas de pessoas acusam Rui de Brito Mendes de fraude

Turistas queixam-se da falta de apoio e comprovativos de pagamento.

Rui Brito Mendes, natural de Arcos de Valdevez e gestor da página “Arcos de Valdevez” na rede social Facebook, enfrenta a acusação de “fraude” por parte de inúmeros turistas que participaram numa das caminhadas que organiza, a que se soma ainda o facto de que as iniciativas são realizadas sem que esteja registado enquanto empresa de animação turística habilitada para o efeito.

A denúncia do caso e acusação de “fraude” partiram de várias pessoas que participaram numa dessas caminhadas. Segundo avançam alguns órgãos de informação, o responsável está a organizar atividades turísticas, nomeadamente nos Passadiços de Sistelo, sem que a empresa em causa esteja inscrita no Registo Nacional de Empresas de Animação Turística do Turismo de Portugal.

A queixa foi motivada pela falta de apoio, de seguro e transporte que os cerca de 200 participantes tiveram numa das caminhadas organizadas através da página de Facebook “Arcos de Valdevez”, pela qual pagaram 10 euros. Neste percurso terão participado pessoas de vários pontos do país que aproveitaram o feriado de 25 de abril para descobrir a aldeia eleita como uma das maravilhas de Portugal.

Na reportagem emitida pelo Porto Canal, alguns dos queixosos dizem mesmo que foram vítimas de uma “fraude” pois não tiveram qualquer apoio durante o trajecto turístico, nem lhes foi entregue recibo relativo ao pagamento efectuado.

Estas situações terão motivado a apresentação de uma queixa à ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) contra o organizador Rui Brito Mendes, natural de Arcos de Valdevez e gestor da página de Facebook que utiliza o nome do concelho arcuense como promotor das caminhadas.

Sistelo tem vindo a ser um dos locais mais procurados do concelho, como indica ao Jornal AVV o presidente da Junta Sérgio Rodrigues, notando que só nas últimas semanas passaram “milhares” de pessoas por este local.

Contactado pelo AVV, o responsável pela página Facebook “Arcos de Valdevez” disse nada ter a declarar sobre o assunto em questão.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

 

Links úteis

Porto Canal: Centenas de pessoas acusam organizador de caminhadas em Arcos de Valdevez de fraude

O Minho: Organizador de caminhadas em Arcos de Valdevez acusado de fraude

0 comentários