Armazéns levam à Câmara 900 mil euros em 15 anos

CDU pedia “não renovação” do contrato e aquisição de espaço próprio, município alega “outras prioridades”

Com contrato iniciado a 1 de Fevereiro de 2003 (e renovações sucessivas por períodos de um ano) o arrendamento de três fracções destinadas aos armazéns e oficinas municipais da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, localizados na Veiga da Matança (Paçô) representam um encargo mensal para os cofres da autarquia de 4 873,13 euros.

A informação, solicitada pelo Grupo Municipal da CDU a 6 de Junho deste ano através da Mesa da Assembleia Municipal, no sentido de tomar conhecimento dos contratos de arrendamento de que a Câmara Municipal arcuense é arrendatária, chegou com poucas parcelas na lista, mas de valor alto nas prestações, segundo o entendimento da coligação de esquerda.

No total, e face às dificuldades financeiras que a autarquia alega ter em comprar (ou adaptar) novo terreno e construção de infra-estrutura própria, em 2020 a Câmara terá pago aos proprietários das fracções, Franklim Gonçalves Brandão e esposa, um montante bem próximo de um milhão de euros em rendas, correspondentes a um período de ocupação de 17 anos. Actualmente, ronda os 900 mil euros.

Na sessão de 29 de Junho, Romão Araújo, da CDU, propôs à votação uma recomendação no sentido da “não renovação do contrato de arrendamento”, solicitando ao órgão concelhio o estabelecimento de diligências para “adquirir ou aproveitar um terreno que já seja propriedade do Município, para a instalação dos serviços municipais em questão”.

Pedindo indeferimento à proposta da CDU, João Manuel Esteves referiu que “o problema não é o terreno, é o dinheiro para fazer a infra-estrutura. E nós temos claramente outras prioridades”, assegurou.

“Neste momento, se não renovarmos o contrato para aquilo que são as oficinas da Câmara, os serviços ficam sem funcionar”, concluiu ainda o autarca, apostado em mantar os serviços nas actuais unidades “enquanto não tivermos financiamento para fazermos esse tipo de coisas”.

Recomendado:

0 comentários