Número 1

Estreamos em grande e o Google Analytics (serviço que faz a medição do alcance dos sites online) não nos deixa mentir: com mais de 40 000 páginas vistas e mais de 7000 acessos de dispositivos únicos diferentes, o Jornal AVV mostra-nos pelos números que era necessário um meio de comunicação que mostrasse Arcos de Valdevez para além de fotos bonitas. Para isso temos o Facebook e outras redes sociais, que de facto têm muito para mostrar e com criatividade, mas quando decidimos que queríamos mais do que um blog, sabíamos que tínhamos de gastar combustível, tempo e dinheiro para acompanhar as notícias.

Não estamos à venda nas bancas – nem reféns da ‘banca’ – por isso este é o nosso melhor barómetro para saber do interesse dos arcuenses (e não só) espalhados pelo país e pelo mundo, com especial destaque para França, de onde somamos maior número de acessos.

Queremos agradecer a todos os que vêem neste jornal um veículo de informação válida e manifestam o seu apoio, por mensagem e pelas redes sociais. A propósito, já nos deu ‘estrelas’? Se nem sequer pensou nisso, deixamos desde já o pedido para que visite a página do Jornal AVV no Facebook, comente e dê as estrelas que entender que merecemos. Só com o seu comentário construtivo poderemos saber como melhorar, o que acha que deveria ser noticiado, enfim, faça-nos saber.

Antes dos destaques, deixamos uma sugestão: No fim-de-semana em que Arcos de Valdevez, “Onde Portugal se Fez”, celebra festivamente o Recontro de Valdevez com uma recriação histórica que envolve cerca de 700 figurantes, fica o convite a assistir. É um espectáculo histórico, por isso vai ser… épico! Se não puder vir não se preocupe, o sucesso que a iniciativa tem registado certamente garante o regresso no próximo ano e até lá vai ter tempo para planear atempadamente a “escapadinha” ao Paço de Giela.

Estamos há um mês na rede e já contamos muito. Da política ao desporto, da moda à arquitectura, tentamos chegar a todos géneros de áreas e interesses, para que todo o tipo de leitores tivesse pelo menos uma razão para clicar.

Ao longo do mês de Junho fomos dando nota de acontecimentos que marcaram a vida activa arcuense:
A jovem natural de Paçô, Juliana Canossa, foi eleita a Rainha das Vindimas de Arcos de Valdevez e vai representar o concelho na final do concurso no dia 8 de Setembro em Alenquer, localidade que, conjuntamente com Torres Vedras, compõe o território da Cidade Europeia do Vinho 2018. Boa sorte!

Mas nem tudo são boas notícias, e pouco depois chegaram-nos imagens de uma limpeza das margens do Rio Vez, na zona urbana de Arcos de Valdevez, que cortaram quase pela raiz toda a vegetação das margens. Estava de facto limpo, mas o ‘excesso de zelo’ dos serviços da autarquia indignaram os internautas e defensores da natureza, pela destruição do habitat da vida selvagem que tem estas margens como casa.

Fernando Cerqueira Barros falou-nos da desorganização arquitectónica das nossas aldeias e da construção desregulada que está a descaracterizar povoações que até há pouco tempo tinha apenas o granito como matéria-prima.

Falamos ainda da Revolution Coup, que juntou mais de 600 atletas em Arcos de Valdevez, e do prémio da Missão Continente atribuído ao projecto da ARDAL.

Chegaram-nos também ecos de um caso que nos mereceu atenção, sobretudo num momento em que Arcos de Valdevez tem de cuidar a sua imagem turística: alguns participantes de uma caminhada realizada nos passadiços de Sistelo queixaram-se da falta de apoio da organização do passeio. Quisemos saber mais sobre isto, e fica a notícia para alerta das entidades competentes acompanharem estes casos e acautelarem o cumprimento de normas e qualidade destes serviços.

No desporto, para além do Rugby, falamos de atletismo, mais concretamente de Paula Costa, que tem subido aos pódios das provas de Trail realizadas por todo o distrito.

Junho terminou com a Assembleia Municipal e a análise de José Domingos Costa saiu pouco depois, mas o tratamento noticioso dos temas saiu já em Julho.
Pode ver todas as notícias relativamente aos assuntos tratados nesta assembleia no bloco ESPECIAL dedicado.

A renda dos armazéns e oficinas da autarquia, que custaram quase 900 mil euros aos cofres municipais nos últimos 15 anos; a alegada poluição do rio Vez; o RGPD; o apoio às Freguesias ou mesmo o ponto de situação relativamente à adesão do município à parceria multimunicipal para a gestão da água e saneamento está já publicado e associado a este especial da assembleia.

Nos últimos dias demos nota a um tema que deve fazer qualquer minhoto pensar: Então, fumeiro sem fumo? Estranhamos, mas as normas europeias estão mais exigentes, por isso temos de estar preparados para um fumeiro mais ‘ligeirinho’ no sabor. Pela nossa saúde.

Entrevistamos ainda o radialista de referência de Arcos de Valdevez: Alberto Silva. No momento em que está afastado das emissões por motivo de saúde, o director da Rádio Valdevez (e do jornal Notícias Arcoenses) anseia voltar aos estúdios para colocar em prática muitas das ideias que tem para a rádio. Vale a pena saber.

Esperamos que este resumo possa servir de base para orientar algumas das suas leituras nestes dias. Já sabe que, para aceder aos temas que lhe despertaram interesse a partir desta página, basta clicar na frase relativa.
Boas leituras!

NOTA: A imagem que ilustra este editorial é fruto da criatividade do artista arcuense Mutes, que já entrevistamos (se ainda não leu, veja aqui o que ele nos disse), por isso sabemos que tem capacidade para nos surpreender positivamente. E em tempo de Recontro de Valdevez, o traço do génio sai reforçado.

0 comentários