Ribeira Collection Hotel estreia hoje o restaurante “Tributo by Chefe Cordeiro”

Nova gestão promete cozinha de autor acessível e cativante para quem não dispensa os sabores do Minho

A nova gestão do histórico (e parte essencial do postal de Arcos de Valdevez) Hotel Ribeira, hoje Ribeira Collection Hotel, promete não fazer cisões com o passado, mas modernizar espaços e até conceito de serviço.

Hoje (9 de Novembro), pelas 19 horas, estreia em soft opening a componente F&B (Food & Beverages), ou seja, o restaurante “Tributo by Chefe Cordeiro” e todo o espaço dedicado aos sabores, vinhos incluídos. No conceito assinado pelo conhecido – e reconhecido com estrelas Michelin – Chefe Cordeiro, não se esquece a gastronomia minhota e as tradições portuguesas, nem a componente acessível das propostas. É por isso a melhor ‘conjuntura’ para desfrutar de um dos míticos espaços da vila de Arcos de Valdevez, onde o rio, mesmo em época de chuvas, garante um dos melhores cenários do concelho.

Marco Rodrigues Dias, Administrador da OCRAM, empresa de gestão de activos hoteleiros, proprietária da marca Piamonte Hotels, que iniciou actividade com a exploração do Ribera Collection Hotel, garante-nos que esta oferta de luxo vai “trazer algo de novo” à restauração e hotelaria local.
“Este hotel merecia ter uma cozinha tradicional portuguesa, mas uma cozinha de autor. Então, em conversa com o Chefe cordeiro, criamos uma parceria que vai integrar todos os hotéis da Piamonte”, esclarece.

A assinatura deste e eventuais novos restaurantes “Tributo by Chefe Cordeiro” terão por isso muita da criatividade e capricho do reputado Chefe, no entanto, manterá o “respeito” pela gastronomia das regiões, e isso acontecerá naturalmente na casa que é ponto de partida para a marca, como nos garante Marco Dias.

“O Chefe Cordeiro vai respeitar a cozinha tradicional das regiões. No caso do hotel de Arcos de Valdevez, vamos respeitar a cozinha tradicional do Alto Minho, vamos apenas dar-lhe um toque de autor, quer no serviço de mesa, quer no conceito que ele adapta para a cozinha tradicional” esclarece o administrador, em declarações ao Jornal AVV.

O público-alvo é também outra das preocupações da gestão, garantindo que o conceito não pretende afastar públicos menos habituados à cozinha de autor ou à imagem generalizada dos hotéis de quatro estrelas. Este será “um restaurante para todos”.
“Vai ser um excelente restaurante para os turistas, mas essencialmente para os locais e nós queremos que as pessoas venham cá e experimentem. O preço é acessível, ao nível dos de um bom restaurante de Arcos de Valdevez, na ordem dos 20, 30 euros, e à hora de almoço teremos um menu executivo, que andará na ordem dos 12 euros. Será a cozinha portuguesa a preços de mercado”, garante o responsável.

“Quer os almoços, quer os casamentos ou cerimónias que possam aqui ser feitas, serão sempre com assinatura do Chefe Cordeiro. Construirá uma carta que fica em permanência. O Chefe não estará sempre por cá, porque tem outros restaurantes, mas tudo terá sempre a assinatura dele, e ele estará cá muitas vezes até a servir os jantares”, destacou ainda Marco Dias.

Um conceito com meses de maturação

Arcos de Valdevez é, de certa forma, a casa-mãe da marca Piamonte e uma das suas ‘jóias’ para o projecto. Estreiam-se por isso conceitos que prometem tornar o Ribeira Collection Hotel uma referência na hotelaria regional, no segmento para quatro ou mais estrelas. A diferença tinha, por isso, de ser pensada ao pormenor, como destaca Marco Dias.

Ribeira Collection Hotel em Arcos de Valdevez

“Quando decidimos criar a marca Piamonte e abrir este hotel, sob um conceito mais distinto, decidimos que o F&B tinha de ser diferente. É uma componente fundamental nos hotéis e então, ou não abríamos F&B, o abríamos, mas tinha de ser com alguém que realmente saiba da matéria”, revela.

O Chefe Cordeiro foi por isso ‘a cereja no topo do bolo’ da proposta que hoje se apresenta finalizada. “Ficou muito entusiasmado com a ideia. Este processo de abertura já vem desde Maio, e só agora é que vamos abrir, há todo um trabalho que foi feito, desde a definição de carta, a definição de conceito, a procura de uma equipa, porque não é fácil contratar aqui na região”, realçou.
Com o trabalho finalizado, hoje apresenta-se pela primeira vez aos visitantes e aos arcuenses. A festa de inauguração, mais formal, ficará para Janeiro.

Recomendado:

0 comentários