Mais de 400 mil euros para rede ciclável e pedonal de Jolda (S. Paio), Gondoriz, S. Cosme e S. Damião, Sá, Loureda e Sistelo

O município de Arcos de Valdevez teve recentemente aprovada uma candidatura para melhorar a mobilidade urbana do concelho.

Esta operação visa a promoção de uma mobilidade mais sustentável, através da construção de percursos de circulação e atravessamento pedonal e ciclável, em troço de via de acesso ao centro urbano e periurbano, tornando-o em arruamento com características urbanas, capaz de assegurar maior conforto e segurança aos seus utilizadores.

Neste contexto, serão ainda construídos percursos de circulação pedonal e espaços de estacionamento de forma a disponibilizar oferta de estacionamento e maior conforto e segurança para os utilizadores de uma das zonas industriais do concelho.
Integrada na estratégia e objetivos definidos no Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) do Alto Minho, esta operação visa avançar com o projeto da rede ciclável e pedonal de Arcos de Valdevez.

Este projeto tem subjacente o princípio de uma política ativa de mobilidade sustentável, que o município encetou com a integração num projeto global da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), denominado de Rede de Grandes Rotas de Percursos Pedestres do Alto Minho, que permitiu identificar e integrar os diferentes pontos de interesse ambiental e histórico-cultural dos concelhos que compõe o território de intervenção, quer a nível físico, no terreno, quer a nível digital.

A criação de ecovias do Alto Minho, têm vindo ao encontro dos critérios de mobilidade urbana, permitindo consolidar a rede de percursos pedestres do território, fomentando a sua ligação física, beneficiando infraestruturas de apoio de forma continuada, integrada e sustentável. Desta forma, estes percursos, não deverão ser encarados apenas como infraestruturas públicas desportivas e de lazer, mas também como de infraestruturas de acessibilidade e circulação diária dos locais, cuja função ultrapassa a prática de pedestrianismo, de turismo ativo, atividades de educação e interpretação ambiental.
Esta candidatura vem na senda e na continuidade desses objetivos, alargando este conceito de mobilidade sustentável ao centro urbano e periurbano, criando novos percursos de rede ciclável e pedonal interna que ligam às já existentes ao longo das margens do Rio Vez que circunda a Vila de Arcos de Valdevez ligando o centro urbano a localidades como Jolda (S. Paio), Gondoriz, S. Cosme e S. Damião, Sá, Loureda e Sistelo.

Este novo troço faz parte da visão estratégica municipal, com o objetivo de, por um lado dar continuidade à rede de ecovias existentes, e por outro, criar uma rede de percursos e corredores cicláveis na área urbana e periurbana que ligue os principais equipamentos públicos, parques e áreas verdes.

A Operação “NORTE-03-1406-FEDER-000087 – Mobilidade Urbana Sustentável – Rede Pedonal e Ciclável de Arcos de Valdevez”, é cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional NORTE2020, Portugal2020, Eixo Prioritário 3 – Economia de Baixo Teor de Carbono e conta com um Investimento Elegível de 433.045,61€ e Comparticipação Comunitária de 368.088,77€.

Recomendado:

0 comentários