Pelos trilhos do lobo ibérico até ao fojo e às histórias das comunidades do PNPG

O lobo ibérico, espécie protegida e em perigo de extinção, resiste ainda no Parque Nacional da Peneda-Gerês. Embora seja um animal cuja observação direta seja difícil, a iniciativa da ARDAL-Porta do Mezio convida-o a conhecer os vestígios que o Homem deixou no tempo de uma relação amor-ódio com o lobo já no próximo dia 2 de Junho.

Partindo da aldeia de Lombadinha, com subida até ao fojo do lobo, os participantes poderão disfrutar das vistas magníficas sobre o vale do Vez e da paisagem PNPG, que combina as suas encostas agrestes com as pequenas chãs e prados verdejantes, pasto do gado de raça Cachena e dos garranos que povoam esta área protegida. Pelo caminho, esperam-se muitas histórias que povoam o imaginário destas comunidades serranas.

Os participantes devem estar equipados com roupa e calçado impermeável, e levar água, reforço alimentar assim como copo para o chá e café. Não serão fornecidos copos de plástico “por motivos ambientais”, esclarece a organização.

Programa:

Data: 2 de Junho de 2019
Local de encontro: Nature4, Arcos de Valdevez
(Coordenadas GPS: – 41°50`43.94“N; 8°25`02.76“O)
08h30 – Receção dos Participantes
09h00 – Partida dos participantes até Lombadinha
09h30 – Início da caminhada
11h00 – Visita ao fojo do lobo
13h00 – Fim da atividade

A hora de fim da atividade pode alterar-se conforme as condições e os participantes.
Inscrições: 258 510 100 / portadomezio@ardal.pt
Percurso – Distância: 8 km

Recomendado: