Há uma proposta mensal que nos proporciona “uma viagem no tempo”, na paisagem e nos sabores de Arcos de Valdevez

Da Pré-história aos tempos modernos, há uma proposta mensal no território arcuense que se propõe mostrar o inesgotável património material e imaterial arcuense, onde as paisagens servem quase sempre de fundo à foto da praxe.

Desde 2014 que a ARDAL – Associação Regional de Desenvolvimento do Alto-Lima, sugere uma caminhada ou uma experiência que tem muito de Arcos de Valdevez no cabaz promocional.

A iniciativa 12 Meses 12 Experiências (anteriormente 12 Meses 12 Trilhos) alia o trabalho de promoção do território às empresas de animação turística arcuenses e ao longo de 2019 levou os visitantes a conhecerem as cascatas, o património edificado e a paisagem humanizada de Arcos de Valdevez do monte à ribeira.

No primeiro domingo de cada mês, a ARDAL lança o desafio de descoberta de uma temática, com a devida explicação, com fundamentação histórica, mas também com algumas lendas que revestem os factos da História (e as histórias) da população arcuense.

Numa das saídas de descoberta do território de lendas e factos, Cristina Rodrigues, Técnica da ARDAL, explicava ao Jornal AVV a persistência de uma iniciativa que foi conquistando públicos ao longo dos anos, onde a missão tanto pode exigir resistência para caminhar como… vontade de mergulhar nas águas dos rios arcuenses.

“Pretendemos cobrir um pouco a área de Arcos de Valdevez com estas iniciativas. Umas são no Parque Nacional Peneda-Gerês, outras não. A nossa orientação temática tem umas iniciativas associadas à água, outras à montanha, ao património, à gastronomia, e são mais pequenas ou mais longas”, explica. Pelo que, convirá ao eventual interessado perceber antes de cada ‘aventura’ perceber o que vestir, e a exigência física da actividade.

E a proposta, se aos primeiros passos chegava apenas aos entusiastas locais, foi criando caminhos e fidelidade de outros públicos.
“Quando começamos com estas experiências, a maioria dos participantes eram de Arcos de Valdevez. Actualmente não, a maior parte são pessoas que vêm de fora e querem conhecer o concelho. Ainda há alguns locais, mas poucos”, revela Cristina Rodrigues.

Já “mais de um milhar” de participantes terão desfrutado destes passeios pelo património, em percursos simples ou mais exigentes, e a aposta promete continuar a revelar segredos da história local ao longo de 2020.

Os interessados em participar nos percursos temáticos que a ARDAL em parceria com as empresas locais irá levar a efeito durante o corrente ano poderão inscrever-se em www.portadomezio.com ou através do telefone 258 510 100.



Recomendado: